quarta-feira, 31 de julho de 2019

Stop...



Não tenho a certeza de pertencer aqui! 
Sinto-me como uma estranha na zona de conforto!
Talvez haja algum lugar no mundo onde eu me encaixe, onde possa ser simplesmente eu!

sexta-feira, 19 de julho de 2019

Tu não sabes...


... mas estou a fazer-te um favor. 
Estou a deixar-te ir. 
Gostar é isso. 
É abrir mão, mesmo que custe, para que o outro possa ser feliz.
Tu não sabes, mas eu estou a cuidar de ti ao não permitir que fiques. 
Tudo tem um tempo e um espaço, e o nosso já passou há muito. 
Não faz sentido querer ficar onde existem dúvidas, onde são mais os recuos do que os avanços.
Tu não sabes, mas eu preocupo-me contigo e o mal que eu te quero é que estejas sempre bem. 
Mesmo não sendo comigo. 
Principalmente, não sendo comigo.
Tu não sabes, mas eu hoje abdico de ti, para que alguém "maior" possa segurar-te na mão e voe contigo.
Tu não sabes, mas eu sei que é o melhor para ti...

segunda-feira, 15 de julho de 2019

Hoje tive saudades... Minhas!


Saudades de pedacinhos de mim que deixei por aí... 
Partes de mim que ficaram com todos aqueles a quem me doei.
Às páginas tantas, dás tanto, sentes tanto que,não raras vezes, te sentes vazia!
Hoje tive saudades... 
Dos sonhos que não realizei, da vida que não vivi... 
Dos lugares a que não fui, das pessoas que não conheci!
Hoje tive saudades... 
De quem era contigo! 
Daquele pedacinho de mundo, daquele bocadinho na passagem do relógio, daquele sorriso que me inflamava o tórax e me libertava a mente...
Hoje tive saudades de quem eu era antes de ti!

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Hoje acordei e senti um nó na garganta, quase sufocante!

 
 A cabeça não pára, o coração acelerado, numa luta renhida para não deixar que as lágrimas jorrassem cara abaixo.
Aos olhos de quem vê de fora, não me falta nada... da minha porta para dentro, falta-me tudo! 
É o fingimento constante de um estado de espírito que não existe, é a constatação de viver uma vida que não sonhei para mim...
Na realidade, as pessoas até acham que sou ingrata... porque não sabem, porque opinam sobre aquilo que deixo ver... e o que não quero que se veja, guardo num cantinho... para ninguém mexer...
Há coisas tão singelas, tão pequeninas, com tanta verdade, com tanta saudade... que não se praticam no meu castelo... que o dinheiro não compra, que o tempo não traz de volta... que por entre tudo o que tenho... são tudo aquilo que mais falta me faz...

segunda-feira, 8 de julho de 2019

Dá uma preguiça enorme deixar entrar pessoas na nossa vida...



Talvez porque já adivinhemos o quão temporárias elas se podem tornar!
Nada que a intuição não nos avise! 
Nada que a cabeça não grite! 
Mas ainda assim, a gente deixa... 
E vai abrindo,devagarinho, portas que estavam lacradas... 
E vamo-nos acostumando à presença, ao cheiro e à pele...
E inevitavelmente, o coração cria um elo, que tu nem fazias questão... mas aconteceu!
É nessa altura, que as pessoas te abandonam! 
Saem sem sequer te conhecerem! 
Desistem antes sequer de tentar!
E todas as palavras foram ditas em vão... 
E todos os teus medos voltam para te assombrar...
E ainda assim, sentes que, ficou tanto por explicar...

terça-feira, 2 de julho de 2019

Ela era cheia de defeitos...



 Mas era feita de sonhos e ânsias! Queria viver depressa! E errou todos os caminhos... Uma e outra vez! Tantas vezes!
Tinha um feitio peculiar! Não engolia desaforos, não deixava nada por dizer. Ensinaram-lhe...a vida, as pessoas... Que não ia morrer sufocada com o que tinha para dizer!
Ela já tinha percebido que, nem sempre, as pessoas estão preparadas para ouvir ou saber determinadas coisas. Ela sentiu na pele o sabor das despedidas, das indiferenças e dos desprezos. Ela prometeu a si mesma não se torturar com isso e ser fiel a si mesma. Ela soube que era o preço a pagar pela sua autenticidade.
Ela viu-se,sozinha, na travessia do deserto! Ela chorou atrás de portas fechadas! Ela gritou nos silêncios! Ela desesperou-se no limite das suas forças! Ela sentiu-se vazia num coração que transbordava! Ela quis,tantas vezes,virar costas... Quis tantas vezes desistir e aquietar-se nas suas dores!
Mas ela sabe que, assim como na tempestade vem a bonança, na linha do desespero, há a linha que o separa com a esperança... Ela aprendeu a ver a luz nas travessias mais sombrias...
Ela vai continuar a errar no caminho! E está tudo bem! Porque, hoje, ela sabe que... Só fica quem tiver de ficar! E... Está tudo bem!

quinta-feira, 27 de junho de 2019



Sei que não te quero de volta, mas ainda te comparo. 
Sei que não te quero de volta, mas não consigo esquecer-me de como foi bonito.
Não te quero na minha vida, mas penso como tudo seria se tu estivesses e a vida voltasse ao normal. 
Não te quero de volta, mas ainda cogito um futuro onde tu coubesses.
Não te quero de volta, mas o coração bateu mais depressa... 
O ar ficou mais bonito, até o barulho ensurdecedor à volta, parecia silêncio.
Não te quero de volta, porque a água não corre duas vezes... 
E quando foste embora, deixaste a minha vida em cinzas, quando eu só queria que tivesses ficado.
E quando me perguntarem qual foi a coisa mais complicada que me aconteceu... 
Vou pensar em ti e responder :"Nada! Está tudo certo!"