segunda-feira, 30 de dezembro de 2013



 Foi em 2013 que percebi que a crise afinal é real e que trabalhar é um previlégio. Não podemos mais dar-nos ao luxo de ficar parados à espera.
Em 2013 defini muito bem os meus limites e percebi que nem sempre os meus são os dos outros, e tão pouco posso impor os meus limites às outras pessoas. Também tenho de deixa-las simplesmente desejar a sua vida e assumir as suas decisões.
 Em 2013 sofri muito, mas também ri muito. Essencialmente aprendi que sou genuinamente feliz e que esta felicidade é hermética. Ninguém nem nada a destruirá. Jamais. Acima de tudo a paz interior que conquistei é a essência desta felicidade, deste estado. Aprendi a respeitar o caminho e as escolhas de cada um, e a não aceitar os presentes que não desejo para mim.
2013 foi infinito, foi extremado, foi intenso, transformou-me sem duvida numa pessoa diferente. Talvez um pouco mais fechada, talvez um pouco mais fria, talvez um pouco menos envolvida, talvez um pouco mais protegida, melhor para uns, pior para outros. A única certeza que eu tenho, é que me tornou infinitamente mais forte e capaz.
Vem 2014!
Ou te agarro pelos cornos ou te abraço com as asas. 
De qualquer das formas dançarei ao som da Musica que tocares para mim!


4 comentários:

  1. Eitaaaaa quiiii coisaaaaaa bonitaaaaaa ! :)

    Uma bela pincelada de maturidade que chegou-te em 2013 !

    ResponderEliminar
  2. Eu escolho abraçar-te :))))) e desejar-te um 2014 com algumas boas notícias...que até podem ser poucas, mas que sejam as que tu precisas de receber:)

    Há anos difíceis, 2013 foi certamente um deles...apre...que acabe rápido...

    jinhoooossssss

    ResponderEliminar
  3. Desejo-te um feliz 2014 como tu mereces.

    beijinhos grandes.

    ResponderEliminar
  4. ADORO ESTE LOOK minha flor!!
    E mais...adoro-te :)
    beijo enorme

    ResponderEliminar

Vá... comenta, não te inibas.