terça-feira, 27 de maio de 2014

Detesto sentir-me assim...


É uma parvoíce não conseguir deixar de pensar no que se passou.

Na forma inacreditável de como aconteceu este reencontro

Seja lá isto ironia do destino ou a força do acaso

E eu que até acredito que não há coincidências

Que todas as coisas acontecem com um propósito

Com esta agora... Lixei-me!

Como é que eu interpreto isto? O que é suposto eu fazer?

Porque é que te voltei a ver, a encontrar desta forma?

Assim, tão sozinho quanto eu

Tão igual a mim...

Detesto sentir-me assim...


1 comentário:

  1. Quando o sexto sentido nos induz a um inopinado e ocasional encontro... é porque há uma química que já não necessita de reagentes porque a reacção está em progressão..

    ResponderEliminar

Vá... comenta, não te inibas.