segunda-feira, 26 de maio de 2014


Lamento ser a portadora desta notícia tão triste, mas todos os amores morrem um dia…
Amores bonitos, impulsivos, cúmplices, juvenis, maduros, impossíveis, platónicos e até os correspondidos:  
Todos morrem!
Não importa se são bonitos e sinceros, todos morrerão de forma súbita ou lenta… mas a maioria morre mesmo é de “morte matada”.
O amor morre pela ignorância e estupidez dos seres humanos, morre na constante busca pela massagem do ego, pela satisfação pessoal em querer e ter sempre alguém diferente.
O amor morre quando cometemos traição ao que sentimos, ao que queremos, ao que prometemos. Na verdade o amor morre quando atraiçoamos a nossa essência. Porque pior que trair a confiança do outro é trairmo-nos a nós mesmos.
O amor morre nas palavras não ditas, ou nas pronunciadas em excesso. Morre pelos exageros de vaidade, morre principalmente na ausência… ou na presença de quem nunca está.
E quando o amor morrer, todas as lágrimas secarão, não há mais motivo para que elas escorram de saudade ou ansiedade. Não há como sentir falta do que nunca existiu.
A saudade, assim como todos os sentimentos que acompanham o amor, é viva e lateja por aquilo que respira… e o amor é já um cadáver de sentimento…
Todos os amores quando morrem vão para o céu dos sentimentos, ou para um lugar bem escondido dentro da nossa alma, e aí permanecem até que um dia, quem sabe, possam ressuscitar e fazer-nos acreditar, que de alguma forma, para a próxima vez possa ser eterno.


5 comentários:

  1. Andas a advinhar chuva e tempestades tropicais... Andas, andas.

    Entretanto, quando algo morre, temos de plantar de novo. (Estou a falar de rosas como tens na foto, e nesta altura do ano existem uma cores lindas por ai)

    Bj sereno na testa Marroquina.

    ResponderEliminar
  2. Morrem e nascem... é como tudo na vida, fazer o quê?!
    Há é que aproveitá-los muito bem, enquanto duram ;)))))

    ResponderEliminar
  3. Tão verdade minha Flor!!!
    Lindo texto!
    espero que estejas bem chuackkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderEliminar
  4. Estou a salvo porque não acredito em almas e céus.

    ResponderEliminar

Vá... comenta, não te inibas.