sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Amizade colorida



Há qualquer coisa de enigmático que se esconde por detrás da falsa indiferença que ambos fazem questão de mostrar. 
Talvez no indizível dos pensamentos...
É uma espécie de jogo de sedução, mortalmente perigoso e cuja única regra se impõe pelo silencio que a rege e algo me diz que nenhum dos dois se atreverá a quebra-la, jamais!
Obrigados a permanecer frente a frente, sem terem para onde fugir, não terão outro remédio que não seja o de arriscar no jogo que servirá também para testar as suas resistências. Por isso, serão jogadores mudos até ao resto da vida, cientes de que nada mais haverá para ganhar, além daquilo que todos os dias irão perdendo e que já conta desde o início, logo após o fim...
Trocaram a amizade saudável que tinham por uma leviandade, por um capricho, por um impulso, por uma paixão... e se algum dia ganharam, certamente que o peso da perda será sempre maior do que o do ganho.


10 comentários:

  1. Hummmm.. amizade colorida..... perigosa..!!!!
    Um amigo tem na porta de sua tasca:
    "Vendi fiado ao amigo, O amigo não me pagou. Perdi o amigo e o freguês..."
    Seria isso Mademoiselle Lis Sauvage?

    ResponderEliminar
  2. Também já passei por isso e... a amizade saudável perdura ;))))

    ResponderEliminar
  3. É um risco, um jogo que pode correr mal mas que não me arrependo de ter jogado nem me nego a jogar de novo.
    No meu caso a amizade levou um abalo mas foi recuperando com o passar do tempo.

    Beijos ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Normalmente a amizade fica sempre meio tremida... tiveste sorte.
      Admiro a tua coragem em querer arriscar de novo.
      Beijos Pedro :)

      Eliminar

Vá... comenta, não te inibas.