terça-feira, 30 de julho de 2013




Pergunto-me tantas vezes como é possível enganarmo-nos tanto com as pessoas que pensamos conhecer...
Retórica?... Sem dúvida!
Partilhamos momentos, palavras, sonhos, segredos... damos tudo o que temos para dar: o corpo e a alma... e no final tudo parece ter sido em vão...
Fica sempre qualquer coisa dessas experiências, é verdade, que mais não seja, um aviso para da próxima vez, não errar. Porém, quando chega a próxima, volta a acontecer... é daquelas coisas que podemos apelidar de ingenuidade, contudo, para mim é sinal de carácter. Continuo a pensar que todos são como eu, mas os factos comprovam exactamente o contrário... está difícil ultrapassar esta última queda... há dias em que nem me lembro, no entanto, há outros em em que não me sai do pensamento... parece que se entranhou na minha alma e de lá não quer sair, tal qual uma erva daninha que de cada vez que se arranca, nascem duas...
Acreditar que tudo isto faz parte do nosso processo de crescimento e amadurecimento, em momentos como estes em que tudo em nós fraqueja, é uma tarefa verdadeiramente penosa... foi assim ou assado porque teve que ser, mas... caramba, já não chega?
Os dias optimistas têm vencido, mas quando o pessimismo bate à porta, ui...
Coloco um penso rápido, daqueles que há agora, impermeáveis , mas como tudo o resto que é obra humana, tem defeito de fabrico.
Sinto um profundo cansaço.. de corpo, de mente, de alma...

4 comentários:

  1. Oh minha flor...

    Só te enganam, porque por detrás dessa selvajaria que te tentas mostrar, ainda és uma menina daltónica que não consegue descortinar os falsetes desta vida...

    beijos e força!

    ResponderEliminar
  2. Mesmo convidada ainda preciso da tua aprovação? ai ai ai!

    ResponderEliminar
  3. As pessoas são assim, devido à sua capacidade de adaptação, desenvolveram uma capacidade de omissão, negação e mentir... mentir muito e muitas vezes a si mesmas!!

    ResponderEliminar
  4. Lírio, como podes saber tão bem o que me vai na alma... tenho vindo a convencer-me que tudo na vida é aprendizagem... mas porquê, se há pessoas que têm tanto mais que eu a aprender... não há respostas... o tempo cura tudo, mas este tempo está a demorar muito a passar em mim... vai passar, e vamos sair mais fortes.

    Um beijo enorme

    ResponderEliminar

Vá... comenta, não te inibas.