terça-feira, 6 de agosto de 2013



Hoje acordei assim, com uma louca vontade de não fazer nada... nem sequer os raios de sol que teimam em entrar pela janela me animam.
E detesto estar assim.
Os meus dias têm sido pautados pela tristeza, pela mágoa, pela desilusão, mas tudo isto era de esperar, eu devia estar preparada.
Mas o facto é que não estava e a agitação de sentimentos tomou conta da minha alma e da minha vida.
E depois acontece-me isto…
Está aqui…
Não sei como se chama mas não gosto da sua presença...


10 comentários:

  1. Parecem-me sintomas de uma depressão, não deixes que ela se instale amiga...luta! Contraria essa vontade, custe o que custar.

    jinhossssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que não seja isso...
      Vai passar, o tempo cura tudo.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Isso pode ser apenas uma fase. Depois de uma cabeçada na parede (preparada ou não) é normal sentirmo-nos assim. Vai passar. O tempo vai ajudar-te. O tempo e nós, claro :)
    Um beijo enorme!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Ann, mas já são demasiadas cabeçadas para uma única cabeça :(
      Beijos

      Eliminar
  3. Passei, para te deixar aquele abracinho bem forte, não te deixes ir abaixo, luta.. por ti senão fores tu ninguém poderá ajudar...

    beijinho

    ResponderEliminar
  4. Um dia atrás do outro e num deles vais acordar diferente...e aí começará a renovação, o recomeço e a vida prosseguirá já sem mágoa..força para atravessar esta fase ...vai terminar!!!!
    Bjs
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É com essa esperança de renovação que eu me deito e me levanto todos os dias.
      Beijinhos Maria

      Eliminar
  5. Força para ti . Cada dia é um novo começo. Não te deixes abater e rodeia-te de quem te distraia. De quem te traga pensamentos positivos.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  6. vou-te atirar uma corda para retirar-te do fundo do poço...

    Escavaste demasiado, e vejo que estás com dificuldade em regressar.

    beijos

    ResponderEliminar

Vá... comenta, não te inibas.