sexta-feira, 24 de janeiro de 2014



Fico pasma quando alguém me diz que daquilo que me conhece, devo ser uma pessoa que não padece de fraca auto-estima face a comentários maldosos e deprimentes.
Mas... o que por norma não se transmite, não significa que  não nos magoe.
Se sei disfarçar? Absolutamente!
Mas acima de tudo, consigo transmitir uma segurança, uma afirmação e firmeza no modo de ser, que qualquer pessoa julga ser inabalável.
E por norma esta carapaça funciona. E uso e abuso da sua funcionalidade para proteger a minha timidez, a minha insegurança, o meu receio de falhar, que para muitos passa completamente ao lado.
Mas às vezes sinto-me cansada.
Às vezes gostava de poder dizer o quanto frágil eu sou. O quanto medo eu tenho.
A ansiedade permanente que existe em mim. De gritar que não sou capaz. De chorar sem motivo.
Sem duvida que a capacidade que uma pessoa tem de disfarçar a sua fragilidade é tão grande quanto ela própria.

Bom dia minha gente... 


5 comentários:

  1. Olá, olá, :)))
    Estás em óptima companhia, adorei a foto, :)
    És mais forte do que aquilo que pensas, todos nós temos um lado fraco mas é ele que nos dá essa força que precisamos.

    beijinhos grandes e bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  2. Para combater esse estado de alma......também arranjei um cão!!!

    Madame Blanche

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que o cão seja bom, que combata mesmo o estado, e que deixe a alma em paz...

      Eliminar
  3. E podes ter as tuas fragilidades e dizer o medo que te vai na alma... só não o podes fazer sempre e para toda a gente :)

    Beijinho grande, minha querida e um abraço apertado!

    ResponderEliminar

Vá... comenta, não te inibas.