quinta-feira, 6 de março de 2014



Esta noite sonhei contigo.
Foi estranho, porque desde que partiste nunca tinha sonhado contigo. Lembro-me que meses antes de tudo acontecer eu sonhei contigo semanas seguidas, todas as noites, diversos sonhos…
Na verdade eu até sei porque deixei de sonhar contigo, bloqueei-te na minha mente desde o dia que partiste e eu não estava lá para te dizer “até um dia”.
Saber que parte da minha vida se encerrava ali, que eu não ia ter mais o teu colo para me aconchegar…doía demais!
As pessoas que te conheceram mais nova, acham-me parecida contigo, o olhar, o jeito de sorrir, a aparência física.
Às vezes fecho os olhos na esperança de ver a tua imagem, e quando os volto a abrir sou eu naquele espelho…
Nem sei onde quero chegar com este texto, na verdade eu até sei.
Eu não quero chegar, eu quero voltar, voltar à minha infância para te ver a preparar o meu lanche e mais tarde dizeres a toda a gente que eu não almoço como deve ser mas que  o lanche da tarde me reforça. Ou mesmo ver-te defender-me de alguma asneira que eu tivesse feito, mas que tu juravas que não tinha sido eu…
No fundo eu sei que só apareceste no meu sonho para me dizeres que nem tudo está perdido, e que embora eu esteja só, nunca vou estar sozinha nesta vida… Obrigada avó J



4 comentários:

  1. Tão fofa, pahhh! :)

    Beijo minha querida*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que os que nos amaram continuam connosco enquanto os tivermos no coração:)) Gostei muito!
      Beijinhos
      Maria
      PS. Vou publicar o teu texto do Desafio Rostos da Diferença dia 12, quarta feira da próxima semana. Obrigada por teres participado!

      Eliminar
  2. Ora viste? Mete muita fé nesse sonho...acredita

    ResponderEliminar
  3. Que lindo minha flor:)

    jinhooooossssss

    ResponderEliminar

Vá... comenta, não te inibas.