segunda-feira, 24 de março de 2014



Só me apetece esconder, passar despercebida, ando sem vontade de encarar ou ser encarada. Não é fugir, é apenas  preservar-me dos males que me rodeiam.
Se até os ursos hibernam e voltam fortes e descansados…
Quero apenas esconder-me atrás do silêncio do meu quarto, dentro de um livro, na imensidão de um filme romântico. Ocultar-me nos afazeres pessoais, na minha rotina diária.
E assim aproveitar para viajar nos meus pensamentos, nas minhas teorias de vida, decidir para onde vou… ou se fico.
Depois…  voltar a mostrar-me, de cabeça erguida e olhar seguro, pronta para enfrentar a vida, o amor a decepção.  Com coragem suficiente para correr atrás do que ainda não conquistei.
E quando me sentir vazia de novo, vou esconder-me, vou hibernar…
Vou curar-me.


2 comentários:

  1. Existem "movimentos parados", que por equivalência podem valer uma maratona de kms e kms...

    Bj !

    ResponderEliminar
  2. Compreendo muito bem momentos assim.
    Faz o que quiseres, desde que quando voltares da hibernação seja de cabeça erguida, com um sorriso e pronta:) para mais:)

    Jinhooooooossssss

    ResponderEliminar

Vá... comenta, não te inibas.