terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Coisas minhas




Não quero preocupar-me se o que escrevo resulta num poema ou não.
São apenas pensamentos que deixo num teclado…
Tantas são as vezes que por exemplo vou a conduzir e alguns textos vão-se formando dentro de mim. Fazem sentido nesse momento…mas quando me encontro diante do pc, já nada me dizem.
Outras vezes sem inspiração alguma, começo a escrever o que me vai na alma, e por vezes, confesso, acabo mesmo por ficar surpreendida com o que leio: “ena….fui mesmo eu que escrevi isto?”.
Invento histórias, (quem sabe se gostaria de ser a protagonista) onde tudo aquilo que não faço na realidade ali o concretizo, ou onde sou mera espectadora e assisto e aplaudo se for o caso…
Escrevo sobre fantasias que gosto e gostaria de realizar. Quem não as tem? Levante o dedo se for capaz…
Aquela de nos taparem os olhos com um pano de seda preto…e onde nos levam a tocar o céu? Nunca tiveram? Hummmm…não acredito.
Aquela de ficarmos “fechados” num elevador com um homem que nunca vimos na vida, e que (saltando os pormenores) acabamos por ter um bom momento? Também não acredito!
E tantas outras…..tantas….
É bom, é saudável falar delas….a meu ver acabamos por nos soltar.
Eu penso assim.
Gosto de escrever sem me preocupar se estou a ser ousada ou não.
Gosto de escrever sem me preocupar se estou a ser romântica demais.
Gosto de escrever, só isso.
E hoje não escrevo mais nada, estou sem inspiração!

2 comentários:

  1. é a conduzir que penso bastante, que me vem à cabeça coisas que quero escrever, é ali que muitas vezes vou reflectindo nas coisas.

    Toda a gente tem dessas fantasias, essas histórias ou parecidas na cabeça mas alguns verbalizam/escrevem e outros mentem e dizem que nunca lhes passou na ideia :P

    ResponderEliminar
  2. Olha! Para quem não tem inspiração estiveste muito bem, que te falte mais vezes... a inspiração, claro! ;))))

    ResponderEliminar

Vá... comenta, não te inibas.