terça-feira, 18 de julho de 2017

Sobre os anónimos que por aqui vagueiam...





Toda a gente sabe que existem pessoas que se acham mais do que aquilo que são.
E que achando ou querendo parecer que acham, têm de deitar os outros abaixo para subirem um patamar.
Ora daqui só podem sair dois resultados, os que se deixam abater e caem deprimidos, e os que, como eu, por muitas cobras que lhes atirem são imunes à mordedura.
Percebendo que não vale a pena gastar o nosso latim com pessoas que não vão conseguir atingir o que vamos dizer, e que  nunca serão um terço da pessoa que somos, mais vale ficarmos calados.
E em boa língua portuguesa, o cagar e andar é a melhor coisa a aplicar, até porque eu sempre ouvi dizer que vozes de burro não chegam aos céus.

5 comentários:

  1. É isso mesmo, não percas mais um minuto com essa malta ;)))

    ResponderEliminar
  2. E existe tanta gente dessa, Ui se existe.
    Hoje escrevi sobre o uso de Strap on, no homem
    .
    Deixo um abraço

    ResponderEliminar
  3. Amén (palavra para ser lida em vénia e a atirar-te um beijo!) Fica bem minha querida e continua assim linda, fresca e sem papas na lingua que Deus te abençoe!:) Eu volto daqui a 3 semanas! Jinhooooooooossssssss

    ResponderEliminar
  4. Muito bem, muitas pessoas se sentem corajosas por serem anônimas, mas por serem anônimas são mais covardes. Parabéns pelo post.

    Arthur Claro
    http://www.seminudez.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Aprenda comigo, que a estimo muito.
    De tudo que nos molesta se tira proveito.
    Reverta a seu favor compenetrando-se de que todo o valor de uma pessoa se mede pela animosidade que nos outros desperta.
    E viva feliz.
    bom fim-de-semana

    ResponderEliminar

Vá... comenta, não te inibas.