quinta-feira, 28 de novembro de 2013


Detesto quando sinto o corpo gelado...
E não falo das condições atmosféricas dos últimos dias.
Invade-me uma sensação de impotência, um medo que devia já cá não existir, mas que de vez em quando teima em dar sinal e vem visitar-me.
Chega e fica tudo petrificado... entranha-se em mim...
Nem o calor das palavras e o toque suave dos gestos me aquecem quando isso acontece.
Preciso parar e sentir...
Preciso desligar o botão da racionalidade e ligar o do coração...
Esperar uns minutos e voltar a aquecer... o corpo e a alma...


5 comentários:

  1. E chocolate quente... dizem que é bom para isso também :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É... isso e uma manta polar :P
      Tu............................ não me tentes!

      Eliminar
  2. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
    reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
    Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
    siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderEliminar
  3. Há momentos assim. Espero que os ultrapasses e desligues de vez o tal botão de que não precisas.

    Bjs

    ResponderEliminar

Vá... comenta, não te inibas.