terça-feira, 3 de setembro de 2019

O amor não morre de repente...



 Pelo contrário, morre lentamente. Nas coisas que não dizemos, nos cuidados que deixamos de ter.
Morre nos silêncios da acomodação, acaba-se nos espaços vazios que nos esquecemos de preencher. Morre nas mentiras confundidas com verdades e não sobrevive às lutas de ego. Morre nos pedaços de orgulho que deixamos por aí à solta, morre na falta de interesse que demonstramos pelo outro. O amor desaparece na falta de diálogo e em todo o lado onde não cabe a compreensão. Morre nas pequenas coisas do dia a dia, numa simples falta de "bom dia" ou quando nos esquecemos de dar e passamos só a cobrar...
O amor morre nas palavras que deixamos sufocadas na garganta com receio do que o outro vai pensar. Deteriora-se quando a companhia do outro traz mais desassossego do que calma.
O amor morre todos os dias um pouco quando os corpos já não se fundem e as almas já não encaixam.

13 comentários:

  1. Nem preciso dizer que o post é brilhante!!!
    Uma leitura que é uma crõnica maravilhosa...
    O amor morre lentamente... ou melhor, o matamos lentamente.
    Isso de matar lentamente é sadismo!!!
    Beijos menina linda!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é sadismo... às vezes nem damos por isso...
      Beijo PDR e obrigada pela visita :)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Olha quem voltou... :)
      Já morreu Picasso, já morreu...

      Eliminar
    2. Estás equivocada querida. Picasso não morreu, perdeu só a tusa...
      :)

      Eliminar
    3. Não morreu mas está moribundo... lool
      Volte senhor Picasso... tá perdoado :P

      Eliminar
    4. Sem tusa e moribundo... os dois acertaram ;-)

      Eliminar
    5. OH homem... esperava outra resposta...

      Eliminar
  3. Parafraseando o outro, "o amor é fodido"

    Beijo-te, boazona
    :)

    ResponderEliminar
  4. Diz-se que o amor dura enquanto dura...que pode ser mais ou menos tempo
    O que dura apenas duas ou três quec-s chama-se paixão arrebatadora, lol

    Fique feliz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade... só que alguns amores são eternos...
      Obrigada pela visita :)
      bj

      Eliminar
  5. Brilhante. Aplaudo este texto com o qual concordo na íntegra.

    Beijo

    ResponderEliminar

deixa a tua opinião...