quarta-feira, 8 de julho de 2015

Sabes...


Agora sinto-me sempre sozinha...
Mas não faz mal, já não me é algo estranho, agora soa-me a familiar.
Faz parte de mim.
É tão meu quanto o meu fígado e o meu coração.
Se não podes com eles, junta-te a eles não é?
E eu juntei.
Abracei de braços abertos a solidão.
Mergulhei completamente no seu colo.
Se queres saber, estou bem assim.
As desilusões são menos.
A solidão agora é minha.
Já me é osso.

E já nem sei viver sem ela.

6 comentários:

  1. quando menos esperares algo de bom vai chegar...

    bj doce

    ResponderEliminar
  2. Cuidado. A solidão não é boa conselheira nem fez bem a ninguém! Tudo de bom,
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Mau!!!! Não gosto nada de te sentir assim. Eu sei que não é em carne e osso e sei também que nada substitui um abraço na hora certa, mas estou à distância que tu sabes. Sempre que precisares eu estou À distância da ponta do indicador. Gosto-TE minha Flor:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São fases minha Suri... dá e passa... Beijossssssssssss L.U.2

      Eliminar

Vá... comenta, não te inibas.