terça-feira, 24 de maio de 2016

Hoje é para ti...


Já estive aí sabes...
Nesse estado de nem saber o que pensar, o que sentir, nessa angústia de deixar ir o que (achava) ser o que de melhor me tinha acontecido, do que eu tinha conquistado durante anos, do conforto do sofá que me acolhia a cada chegada a casa, de saber que pelo menos, pelo menos, estava ali alguém...
Já vivi um dia após o outro sem qualquer expectativa do que poderia acontecer amanhã, algo melhor, menos cinzento... sim era essa a cor que me brindava cada manhã e me puxava os lençóis ao deitar.
Já andei perdida em mim própria, assumo.
Mas, e ainda que possa parecer frase feita, encerra uma grande verdade: 
o tempo, minha querida, esse vai tratar de colocar tudo no seu lugar.
Não queiras aqui e agora, não queiras uma varinha de condão e puff, tudo de volta à normalidade porque essa apenas voltará quando estiveres serena, em paz contigo... Os outros vêm depois.
Primeiro tu, lembra isto todos os segundos se necessário...
A alma amiga dizia-me, como acredito que também te disse,  
"mais tarde, tudo fará sentido". 
Amanhã perceberás a verdadeira razão das coisas que te acontecem e acredita, não é só a ti que acontecem.
Para mim fez!

E porque a mim também aconteceu deixo-te estas palavras, não de consolo querida, mas de fé.
Acredita, tudo passa, tudo se renova.
E o coração partido voltará a colar-se para viveres novas emoções.
 

1 comentário:

  1. Eu não quero ser chamado de pessimista e coisas que tais mas, eu duvido seriamente do poder curativo do tempo e da sua capacidade de nos dar respostas e sentido para acontecimentos/coisas da vida.
    Talvez seja falta de fé, isso admito que também tenho.

    ResponderEliminar

Vá... comenta, não te inibas.