quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

«Um dia, vais rir-te disto tudo.»




Cresci a ouvir que, um dia, me ia rir daquilo que agora me tira o sono e me arranca as lágrimas. Cresci a ouvir que o tempo cura tudo e só precisamos de saber esperar. Cresci a ouvir que as pessoas partem, porque tem de ser, é a ordem natural das coisas. Cresci a ouvir que, para uma grande janela se abrir, uma grande porta terá de se fechar. Cresci a ouvir que a vida não é fácil.
 E eu cresço e canso-me de esperar. Porque o tempo, em que era suposto rir-me do que agora me entristece, não chega. E eu continuo a chorar pelas partidas da vida numa busca exaustiva do momento em que trocarei as lágrimas pelo riso. Continuo a olhar para as portas fechadas à espera que se abram as grandes janelas, com vista para as mais belas paisagens. Começo a acreditar que é tudo uma utopia. 
E quanto mais acredito nisso, mais pessoas me dizem:
«Um dia, vais rir-te disto tudo».

Falta muito?

8 comentários:

  1. Olha olha... a Savage nas suas famigeradas dissertações.

    Porque vim aqui ? Deixa lá ver se ainda existem Blogs online e tropecei neste aqui.

    Um forte abraço e apertado abraço para o Sul. :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que passaste por aqui... já tinha saudades tuas :)

      Eliminar
    2. Lembro-me de si.
      Se não me engano, influenciei esse avattar, eheh.

      Mas e blogue próprio?
      Não tem mais?
      Haviam uns tantos que se foram. :( Pelos vistos ainda povoam a blogosfera mas de forma muito discreta e pontual :D

      Eliminar
  2. "Eu digo que ninguém se perdoa no tempo. Que a loucura tem espinhos como uma garganta." Mas aprender a rir com isso, é uma arte. ;)

    ResponderEliminar
  3. Respostas
    1. Já ajudaste, e muito!!! Nem imaginas o quanto... dass

      Eliminar
  4. É treta. Não existe "um dia".
    Existe o agora e já.
    Queres ser feliz amanhã?
    Sê-o hoje.
    Quando a vida o deixar.

    ResponderEliminar

Vá... comenta, não te inibas.