terça-feira, 22 de outubro de 2013


Nem imaginam o que me irrita a falta de certezas, o nem sim nem não, o balancear sem saber para que lado pende a coisa, a indecisão, a falta de atitudes transparentes que iluminem e minha cabeça que gosta de coisas claras e bem definidas.
Estou cansada de tentar adivinhar, para bruxa não tenho jeito e a minha intuição feminina anda pelas ruas da amargura, talvez porque a minha antiga e natural perspicácia tenha sido substituída por um torpor natural e confortável que me impede de exercitar os meus dotes de mulher que em tempos idos, conseguia através de um olhar, ou de um gesto vislumbrar o que estava para além das palavras.
E nesta moleza mental continuo sentada aqui, esperando não sei bem o quê e nem me apetece saber porquê.


7 comentários:

  1. Não há nada que me mate mais do que uma zona ou pessoa "cinzenta", zona de nim, que é nem sim, nem não. Profissionalmente estou num momento desses, em que não sei o que vão fazer de mim...e todos os dias morro um bocadinho!

    Jinhoooosssssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Calma miúda, nem sempre o "nim" é mau, não viste o filme a Ilha de Nim? É foto... :P

      Jinhos

      Eliminar
    2. Claro que queria dizer fofo e não foto, dass

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Já meti, mais valia não ter metido :P
      ahahahhahaahah

      Eliminar
  3. «Se queres dançar e não tens par chama o António» By António Ferrão conhecido por TOY

    ResponderEliminar
  4. E o pimba foi para aqui chamado porquê? heim?

    ResponderEliminar

Vá... comenta, não te inibas.