quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Quarta feira é dia de recordar Paris...
Hoje falo-vos de Jacques Brel, que não sendo francês (era belga)deixou um vasto espólio para a música francesa.

"Ne me quitte pas" é talvez das melodias mais conhecidas deste senhor, o que pouca gente sabe é que ele escreveu esta canção sentado na esplanada do Café Au Rêve, que fica na Av. Junot, dali ele avistava o apartamento da amante, a actriz francesa Suzanne Gabriello.
Que o abandonou em 1959 depois de ele a ter obrigado a abortar, já que não queria abandonar a esposa Miche.


(Jacques e Suzanne)

Anos mais tarde Brel disse numa entrevista que esta não era uma canção de amor, era a história de um fracassado, de um imbecil, de um covarde...

Mas o facto é que ele a cantou com alma...com amor...com paixão...


8 comentários:

  1. Bom dia minha Flor: Nada como começar o dia a aprender:)
    Eu que sempre amei esta música...passarei agora a senti-la com mais corpo, mais conteúdo, obrigada!

    Jinhooooossssssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tás a ver... sempre te ensino alguma coisa :)

      Beijinhos

      Eliminar
  2. gostei da historia por detras da musica :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existe sempre algo por trás de uma boa musica :)

      Eliminar
  3. Bom dia minha Flor,
    embora não seja apreciadora da musica Francesa, esta é um marco sem duvida
    jinhussss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei que não gostas dos franceses, mas sabes uma coisa? Fazes mal, muito mal... :P

      Jinhos

      Eliminar
  4. Adoro a canção, adoro Paris e as recordações que me vieram à cabeça com este post...obrigada!
    Bjs
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também adoro Paris, se pudesse voltava hoje para lá.

      Beijinhos Maria

      Eliminar

Vá... comenta, não te inibas.