domingo, 28 de dezembro de 2014



"Casa-te com um homem que se deite no teu colo, de um jeito meio despreocupado, meio desajeitado, meio de quem pede ajuda porque o chefe é um chato e as coisas só dão certo porque ele tem a tua companhia no fim do dia. Não escolhas alguém que faz tudo por ti, que vive por ti, que faz todos os teus caprichos. Sabes porquê? Porque um homem desses deixaria de ser dele para ser teu, esquecer-se-ia da vida dele para viver a tua e, cá entre nós, tu queres somar, não é? Ou queres alguém que viva por ti, não contigo? Por isso mesmo é que tu deves escolher alguém que traga um novo mundo para juntar ao teu e que te mostre como os teus planetas ainda podem ser desalinhados de uma forma bonita.
Casa-te com um homem que te desperte. Da cama, do medo, dos pesadelos. Que te beije na testa com ternura e faça cafuné, mesmo sabendo que tu odeias que enrolem o teu cabelo. Um homem desses que despenteiam, desses que deixam uma desorganização bonita em ti. Escolhe alguém que te escreva (e te leia) nas entrelinhas. Escolhe um homem, um rapaz, seja lá o que for o teu termo preferido, que tenha um olhar que não te atravesse. Alguém que vai olhar para ti e ver quem tu és, sem construções idealizadas ou suposições construídas na fantasia. Sem olhares que atravessam e se desviam, que não encontram os teus olhos e caminham pelo teu corpo. Escolhe os olhos daquele que sustenta o mundo quando te olha. Ele tem que ser forte, e talvez a força dele seja essa de te ajudar a dividir o peso do mundo nas costas, de te ligar no almoço para dizer que te ama e que nunca se esqueceu de ti.
(...)Por fim, mas não menos importante, casa-te com um homem que te ame em detalhes. Nos cartões das flores, na careta da selfie, na camisa fora de moda que a mãe lhe deu de presente, na vez em que ele percebeu que tu tinhas cortado o cabelo antes de tu falares, nas encomendas de comida às duas da madrugada quando ele percebe que tu estás a morrer de fome e não queres saber mais da dieta, no anti-alérgico que ele carrega na carteira caso tu precises. Casa-te com quem te faça sentir que este texto é pouco para falar dele e te dê vontade de continuar a escrevê-lo, mesmo que tu não sejas lá muito boa com palavras, mesmo que tu só saibas definir o que sentes por ele como amor."
[http://jafoste.net/casa-te-com-um-homem-que/]

14 comentários:

  1. Perfeito...
    Adorei a parte do mexer no cabelo.Detesto que o façam mas,gajo que é homem ou homem que é gajo,faz mesmo isso só para me irritar!!!
    Beijinhos em sintonia*

    ResponderEliminar
  2. Com tanto requisitos a preencher, só vais encontrar mulheres para casar. Lol :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu não sejas preconceituoso... Não te ensinei a seres assim.

      Eliminar
  3. Conheço quem se tenha casado com um homem que «vive para ela» e exibe muitos dos comportamentos que o texto define como sendo os de um homem «com quem se quer somar». A realidade das uniões não é bonita. Não é romântica. Se em menina me dissessem que um dia ia considerar um casamento arranjado ou uma união sem amor como um caminho plausível para a felicidade, não acreditaria. Hoje vejo com melhores olhos os casamentos de emoção e razão, mais do que os de egoísmo disfarçados de altruísmo e amor. Começam a repelir-me.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh Portuguisinha... estamos tristes com o amor???
      :)

      Bem vinda ao meu humilde casebre...

      Eliminar
    2. Obrigada por me acolheres ;)
      Não é tristeza. É percepção.

      Eliminar
  4. Casa-te com o homem (ou mulher, porque não?) que te "tatue" um sorriso no rosto! Para quê complicar, hum?!
    Beijocas ;))))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas qual mulher??? O maluco do D. Pedro anda a confundir a malta.
      Epahh nada contra, são gostos...

      Eliminar
    2. Uiii rolou um clima no ar...
      Adoro ser pertinente ! :P

      Adenda: Com aqueles requisitos, só as mulheres conseguem ter a capacidade de os preencher a todos. :)

      Eliminar
    3. O clima que rolou foi o vento norte...
      Tás cada dia mais doido.

      Eliminar
    4. Consta que tu gostas de gente doida/maluca. Estou a tentar ir de encontro aos teus gostos.

      Eliminar
    5. Ah estás a tentar agradar-me? Muito bem...

      Eliminar
    6. Bocagiano, clima?! Aposto que gelado, de acordo com as previsões! Gosto muito de homens, mas sou uma liberal, apenas e só ;))) Ah e doida me confesso :P

      Eliminar

Vá... comenta, não te inibas.