sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Na voz de quem sabe...

"Se o amor da minha vida não chegar, vou publicar todos os meus casos de amor. Em de-ta-lhes. (...) Vou chorar com as amigas, fazer bolo de chocolate, depois vou para o ginásio. (...) Vou comprar batons de várias cores chamativas e misturar com roupas de cores diferentes. (...) Vou alugar um apartamento só meu. (...) Vou começar a decoração pelos quadros. Vão ser fotos profissionais e inspiradoras por todos os lados. E fotos das minhas diversões ao longo da vida. Vou ter uma cama de casal para poder levar quem eu quiser. E o lençol tem que ser branco. Não vou precisar decidir se vou casar ou comprar uma bicicleta. Eu vou comprar uma bicicleta e pronto. A minha casa sempre vai ter gente, mas nalguns dias eu vou preferir ficar sozinha a ler um livro (...) Nalgumas noites vou tomar leite com chocolate vestida com meu casaco de lã. Ver aquela comédia romântica pela décima vez e dormir antes de chegar o final, que é a parte mais previsível. Outras noites eu vou sair. Vou chegar sempre por volta das 23h, porque eu vou estar envolvida em vários projectos artísticos e sempre envolvida com várias pessoas. A noite é feita para aqueles que ainda não encontraram o amor da sua vida. (...)

Eu vou viajar quinta à noite sem avisar ninguém (só meu chefe), porque um amigo conseguiu alugar uma casa aqui pertinho. Eu vou juntar dinheiro, fazer uma viagem por toda a Europa.

Todos os dias vão ser diferentes. (...) Sexta eu vou chamar as minhas amigas para fazer uma comida diferente em casa. Domingo eu vou fazer um almoço para aqueles que eu mais gosto, depois vou ao cinema assistir um filme de culto que eu não entenda nada. Noutro fim de semana eu vou sair para dançar, tomar umas bebidas diferentes e voltar para casa sozinha, mas com o coração cheio, porque sair só para dançar é uma das coisas que me deixam mais completa. (...) A gente gosta de se sentir bonita, viva, feliz e desejada, mas isso não quer dizer que queremos sair de lá com um homem qualquer. (...)

Noutros fins de semana eu vou para a praia cedinho, vou fazer sumo verde e fingir para mim mesma que agora eu me tornei saudável. E já que um grupo de bons amigos é tudo que uma pessoa solteira precisa, é com eles que vou dividir os meus dias, por mais que todos comecem a casar-se. Vou estudar (...) Quero entupir-me de conhecimento e de pessoas que me aquecem o coração.

Enfim, vou descobrir que de nada vale encontrar o amor da minha vida se eu não viver o melhor da vida comigo mesma. Então, se ele não chegar, eu vou viver a minha vida como eu sempre vivi, sem esperar um feliz para sempre e investindo no feliz agora. Vai ter espaço para muito amor, por mais que eu me sinta sozinha em alguns dias, por mais que me olhem com cara de pena, por mais que achem que eu me envolvo com várias pessoas para preencher esse vazio. Mas não tem vazio nenhum, é só muito amor para dar e pouca vida para ser desperdiçada.

E se por um acaso isso do amor da nossa vida existir, eu vou saber quando ele chegar porque eu não vou precisar abrir mão de nada disto.

[Marcela Picanço]

6 comentários:

  1. Podemos ficar meias baralhadas, às vezes, e pensar que é aquele. Mas no dia em que é mesmo, sabemos mesmo quem é. Pelo menos foi o que se passou comigo...a não ser que o futuro ainda me reserve alguma surpresa...o que acho que não vai acontecer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Às vezes baralha-mo-nos, e confundimos um simples encontro de esquina com o amor...

      Eliminar
  2. Texto ótimo.. irrepreensível.....
    O final é o resumo de tudo:
    "E se por um acaso isso do amor da nossa vida existir, eu vou saber quando ele chegar porque eu não vou precisar abrir mão de nada disto."...

    ResponderEliminar
  3. Gostei bastante do texto :) super bonitos e tão verdadeiro. Adoro logo a primeira parte, reação de qualquer mulher : Chorar/amigas/compras e chocolate! ahaha.
    Beijinhos e obrigada pela partilha deste texto!

    Comecei a seguir-te :) e espero por novidades! Faz uma visita ao meu blog e espero que também do que publico por lá..;)
    http://nuancesbyritadias.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Vá... comenta, não te inibas.